Deixe um comentário

Xilogravura Expressiva

A xilogravura expressiva é um ambiente posto para a expressividade do artista junto a madeira, em  imagens gráficas e delineadas em contrastes preto e branco a gravura nesta posição busca a imagem do quotidiano e seus sentimentos mais profundos.

Ela é feita a partir de estudos a primeira vista com nanquim sobre a própria madeira, revelando em suas áreas brancas o locas do corte e da luz em meio ao imenso mundo das sombras que é a gravura.

229046_170208899701727_7313256_nDiego A. Fonseca, Xilogravura

Transição Gráfica
A Xilogravura Expressiva – Uma visão para um novo fim
Entre a Luz e a Sombra, o Pessimismo
“Embriagai-vos”
“É preciso estar sempre embriagado. Eis aí tudo: é a única questão.
Para não sentirdes o horrível fardo do Tempo que rompe os vossos ombros e
vos inclina para o chão, é preciso embriagar-vos sem trégua. Mas de quê? De
vinho, de poesia ou de virtude, à vossa maneira. Mas embriagai-vos. E se,
alguma vez, nos degraus de um palácio, sobre a grama verde de um
precipício, na solidão morna do vosso quarto, vós acordardes, a embriaguez
já diminuída ou desaparecida, perguntai ao vento, à onda, à estrela, ao
pássaro, ao relógio, a tudo que foge a tudo que geme, a tudo que anda, a tudo
que canta, a tudo que fala, perguntai que horas são; e o vento, a onda, a
estrela, o pássaro, o relógio, responder-vos-ão: ‘É hora de embriagar-vos!
Para não serdes os escravos martirizados do Tempo, embriagai-vos:
embriagai-vos sem cessar! De vinho, de poesia ou de virtude, à vossa
maneira’.” (BAUDELAIRE, Charles. Petites Poèmes en Prose. Paris: Edição Bilíngue, 1968. p.28.5)
Esta pesquisa aborda o pessimismo. Apresento-a em três partes, com três
diferentes artistas e os períodos que os representam. Neste trabalho abordo o sentimento
de derrotismo do homem. A exemplo do trabalho do artista alemão Ernst Ludwig
Kirchner. Tomo como base o contexto histórico do entre guerras. E também o
conformismo antecedente à Primeira Grande Guerra. Além de um pessimismo que se
passa no fim do século XIX e durante a primeira metade do século XX. Logo a pesquisa
se dá nas imagens que coloco como pessimistas, do artista brasileiro Oswaldo Goeldi. O
artista procura um “eu” interior e relata seu deslocamento da sociedade para o vazio. O
pessimismo que aqui relato é por uma identificação com meu trabalho, em que o
contexto histórico se dá no princípio do século XXI. Pessimismo que incito falar
diretamente por meio das imagens em xilogravura. Chego nas minhas virtudes e no meu
envolvimento com os artistas, os quais me identifico. Artistas que considero
fundamentais para um crescimento pessoal. Conecto artistas, literatura, períodos e
imagens. Inicio a pesquisa afirmando o título como Transição Gráfica. Trato do
pessimismo e suas vertentes ligadas em séculos, que aqui coloco em questão para o
leitor.

http://www.youtube.com/watch?v=4ID_mN7yuBk

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: