Deixe um comentário

O RENASCIMENTO DA XILOGRAVURA

Paul Gauguin (1848-1903)

O período da xilogravura como reprodução de outras obras se encerra com Gauguin. Artista solitário e auto-exilado na Polinésia criou poderosas imagens cheias de inocência pagã. Seu álbum de xilogravuras Nave Nave Fenua (Terra maravilhosa) são interpretações poéticas de um mundo natural prestes a desaparecer.
Edward Munch (1863-1944)

Nascido na Noruega e admirador de Gauguin voltou-se com interesse para a xilogravura. Trabalhando sozinho, Munch elevou o processo de impressão manual a uma forma de arte. A seleção da madeira e a exploração visual dos seus veios faziam parte do seu processo criativo. Fazendo inúmeras provas em diferentes cores, Munch realizou um trabalho raro para a época e, mais do que qualquer outro artista do seu tempo conseguiu retirar a xilogravura das suas restrições técnicas resgatando esta antiga forma de expressão artística.

http://www.centrovirtualgoeldi.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: