Deixe um comentário

A Xilogravura Política de José Guadalupe Posada – México

Jose Guadalupe Posada (1852-1913)

As gravuras do mexicano Posada são associadas ao tradicional Dia dos Mortos, que ajudou a consolidar ao dar vida a caveiras vestidas luxuosamente, caveiras em festas nas ruas e nas casas dos ricos. Suas caveiras andavam de bicicleta e a cavalo, eram zapatistas ou burguesas. Por meio delas assinalava as misérias e os erros políticos dos tiranos ambiciosos. La Catrina, por exemplo, foi uma chacota com a classe alta durante o tempo do ditador, Porfírio Diaz. Posada denunciou com ironia a vida e as atitudes sociais no México, o que muitas vezes o colocou no cárcere.

A xilogravura política
México
Artistas europeus, na sua grande maioria espanhóis, chegaram na América Latina com os conquistadores e estabeleceram estúdios de origem gótico-catalã. Essas oficinas produziam xilogravuras para a glória da Igreja católica e para exaltar o poder dos reis espanhóis além de gravar e imprimir populares cartas de baralho. A primeira oficina foi aberta em 1539 na cidade do México pelo italiano Giovanni Paoli.

grv_032_gPosada, Caveiras ciclistas, (sem data) Zincografia

O ateliê de Gráfica Popular

Os artistas do Taller de Graphica Popular, fundado no México em 1937, continuaram a tradição de Posada, que usava suas gravuras como instrumento de luta durante a revolução socialista mexicana. Apesar de ter falecido em 1913, sua influência foi muito forte em Leopoldo Méndez, Alfredo Zalce e outros artistas do atelier. Porém, foram Orozco, Siqueiros e Rivera, que usaram a gravura mexicana alcançar renome internacional.

José Clemente Orozco (1883 – 1949)
É um dos grandes pintores da vanguarda mexicana. Estudou na Academia de São Carlos do México e, desde muito jovem, foi intérprete plástico da revolução. Pôs a serviço das idéias sociais um estilo heróico e realista conscientemente ligado às tradições artísticas mexicanas.

David Alfaro Siqueiros (1922-1924)
Siqueiros foi muito ativo na organização das forças trabalhadoras do México o que resultou em muitos anos de deportação e de cadeia. No entanto, foi na cadeia onde criou a maior parte das suas pinturas. Incorporou muitos materiais novos e técnicas e, foi um dos primeiros artistas a utilizar a tinta acrílica.
Diego Rivera (1886-l957)
Pintor muralista, foi um dos maiores artistas mexicanos do século XX. Estudou na Academia de São Carlos e na oficina de gravação de Jose Guadalupe Posada de quem recebeu uma influência decisiva. Mais tarde, recebeu influências do pós-modernismo e do cubismo.

grv_032a_g José Guadalupe Posada, A caveira do editor popular, ilustração para o jornal mexicano, Xilogravura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: