Deixe um comentário

O Papel Político da Xilogravura

grv_027d_gLogotipo do Jornal Político Simplicissimus

A gravura em madeira sempre carregou uma dupla responsabilidade, o seu papel político e ao mesmo tempo estético. A partir da Revolução Francesa cada vez um número maior de panfletos e jornais circulava pelas praças, esquinas e cafés difundindo as palavras de ordem: “cidadão”, “nação”, “contrato social”, “vontade geral”, “direito do homem”. Em todas as publicações européias surgiam os cartunistas políticos que usavam tanto a xilogravura de fio, assim como a de topo ou xilografia. Em Paris surgiu o Charivari, em Londres o Punch, em Berlim, o Kikeri, e em Munique oSimplizissimus que foi perseguido por Hitler.

http://www.centrovirtualgoeldi.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: