Deixe um comentário

Xilogravuras secas : o estudo de um meio de linguagem

41

XiLogravuras Secas é um conjunto de gravuras que tem como principal qualidade constituir-se de um meio inusitado de linguagem plástica. Seu principal elemento expressivo é o significado auto-referente. Decorre do estudo da história da xilogravura, em enfoque funcional, expressivo e técnico. Compara a xilogravura com outros meios de reprodução da imagem gráfica e, para tanto, expõe os procedimentos utilizados na indústria gráfica e aborda a xerografia como meio de reprodução e linguagem expressiva. Expõe os aspectos comuns e divergentes entre eletrografia e xilogravura, cuja ênfase se dá no caráter marginal, experimental, multiexemplar e poético de cada um dos meios. Analisa as relações entre arte e técnica e introduz, sob o título “Xero/xilogravura”, a proposta de associação destes meios que é a matéria do estudo. Ela se apresenta como solução aos problemas técnicos e expressivos apresentados pelas diferentes linguagens frente às tecnologias empregadas pela arte do nosso tempo. Desta associação surge uma nova xilogravura que é, ao mesmo tempo, um terceiro meio, um híbrido resultante do diálogo que se instala entre as poéticas destas duas linguagens. As imagens resultantes apresentam, portanto, uma qualidade especial; envolvem ainda uma ambigüidade de percepção pela não codificação do meio (artes artesanais e artes industriais); o choque entre suas características materiais (madeira/quente em oposição à imagem eletrográfica/frio); a contradição entre a funcionalidade da xerografia e o obsoletismo da xilogravura; a oposição entre procedimentos (processo artesanal de gravação da imagem e processo eletro-mecânico da reprodução de exemplares) e o antagonismo de significados, através da referência aos signos excêntricos das sociedades primitivas (pelo uso da madeira) e os signos da soci~dade industrial (pelo uso da máquina). O novo meio de linguagem plástica que este estudo vem propor se auto-referencia no domínio das imagens configuradas; o objeto representado é a madeira, e o principal elemento compositivo é a repetição pela acumulação e redundância. Há, ainda, em XiLogravuras Secas, a destruição da idéia de gravura como categoria artística tradicional provocada pelo choque das linguagens. A pesquisa ainda discorre sobre as etapas criativo, procedimentos utilizados, análise das ticas particulares de cada série de trabalhos e produção das gravuras

Beatriz Basile Rauscher

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: