Deixe um comentário

Da gravura chinesa à imagem do computador.

0826992

As formas de arte são formas de matéria. De determinada matéria. Suas formas características se apresentam como o “vocabulário”, por assim dizer, de uma linguagem formal. O que aqui está sendo apontado é um fato importante, a saber: todas as linguagens artísticas são de natureza não-verbal. É preciso não confundir o não-verbal com o pré-verbal, este último representado por um estágio anterior à fala. São linguagens não-verbais, não-conceituais, são linguagens formais, de formas.

O que leva a um outro ponto importante: em si, essas formas são intraduzíveis. Ou seja, no nível do “vocabulário” de uma determinada linguagem, no nível de seus elementos básicos, qualquer tradução ou paráfrase, ou comparação, torna-se impossível. Dizer, por exemplo, que a cor “azul” pode ser comparada à “escala de dó maior” não explica nada e não faz o menor sentido. Tais comparações são inteiramente arbitrárias. O “azul” nunca poderia ser formalmente elaborado num contexto musical, assim como a “escala de dó maior” não poderia participar de uma relação colorística. São formas derivadas de matérias distintas, cada qual com suas características sensuais e formais”

O texto completo tem 28 páginas com 26 ilustrações escrito por Fayga Ostrower

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: